Hospedagem de site: O que é preciso saber para escolher um bom servidor?

HOSPEDAGEM DE SITE: O QUE É PRECISO SABER PARA ESCOLHER UM BOM SERVIDOR?

Contratar um servidor de hospedagem parece fácil e até é, mas antes da contratação em si, é preciso saber quais pontos você deve se atentar para contratar melhor serviço. Existem diversos tipos de hospedagem de site e cada um deles é focado em certos tipos de projetos web, por isso é muito importante se inteirar sobre o assunto para fazer a escolha certa.

Por isso, antes de pesquisar sobre as principais ofertas de mercado, checar a referência das empresas e pedir indicações sobre o serviço, você deve saber  que, de fato, você precisa em seu servidor de hospedagem para entender quais são os principais recursos que você deve procurar nos planos de hospedagem disponíveis.

Quanto mais pesquisa você fizer antes de partir para a contratação melhor. É preciso entender como funciona uma hospedagem de site e como ela pode ajudar o seu projeto a crescer na internet. Assim, identificar um bom plano e uma boa empresa para prestar o serviço não será nada complicado.

Confira nossas dicas para saber como avaliar e escolher corretamente um plano de hospedagem:

Pesquise minuciosamente os mais variados tipos de planos de hospedagem

Existem vários tipos de planos de hospedagem, entre eles estão os de servidores VPS, servidores dedicados, servidores compartilhados e até planos de revenda. Além disso, existem planos específicos para certas plataformas.

Com o crescimento do WordPress, por exemplo, muitas empresas de hospedagem de sites desenvolveram servidores específicos para sites que utilizam a plataforma. Quem hospedar um site numa hospedagem WordPress pode ganhar em desempenho em relação a outros tipos de hospedagem, o que é uma grande vantagem.

Também é possível encontrar planos de servidor na nuvem, o que facilita bastante as empresas menores por conta do investimento mais razoável e dentro da realidade e da facilidade de escalabilidade do sistema, que permite aumenta o consumo de recursos sem grandes dificuldades.

Quem precisa montar um projeto robusto, onde será preciso muito espaço de armazenamento, bom desempenho, alto limite de tráfego, dentre outros recursos deve procurar planos de servidores dedicados, que são mais recomendados para esse tipo de projeto.

Escolha um plano com bom suporte técnico

Além de escolher um plano que atenda as necessidades do seu negócio no âmbito dos recursos, também é preciso ficar de olho no suporte técnico oferecido pela empresa contratada.

Busque informações e referências e pesquise bastante para saber qual é a efetividade dos canais de atendimento dos fornecedores de hospedagem no mercado digital. Contar com uma equipe técnica pronto para lhe ajudar em qualquer problema ou tirar uma dúvida é essencial para que sua experiência com hospedagem de site valha a pena.

Nesse ponto, o mais importante é se inteirar de todo o processo de atendimento, verificando se ele tem pronta resposta, é rápido, é fácil e se realmente pode lhe ser útil. Faça isso antes de fechar com qualquer empresa para não ter dor de cabeça.

Certifique-se de um bom nível de segurança

Com o aumento de ataques virtuais aos mais variados tipos de projeto web, a segurança cibernética é um dos pontos mais importantes na hora da contratação de uma hospedagem de sites.

Por isso, é importantíssimo que você veja como funciona a equipe de segurança das empresas de hospedagem. Veja se é feito uma varredura do sistema com frequência e se o suporte técnico está disponível 24h para resolver o problema.

Saber quais são as medidas tomadas pelas empresas para coibir os crimes virtuais e impedir o roubo de dados e as invasões aos servidores é muito importante. Busque saber como a empresa contratada lida e aplica medidas de segurança para garantir que o seu site esteja sempre seguro.

Saiba qual é o uptime do servidor de hospedagem oferecido

Pouca gente sabe o que é uptime, mas é bem fácil de entender. Uptime é o tempo de atividade de um servidor de hospedagem. Em resumo, quanto mais alto for o uptime, menor serão as chances do seu site ficar fora do ar e não poder receber visitas.

Muitos planos de hospedagem oferecem taxas de uptime bem baixas, o que pode significar um grande prejuízo para o seu projeto, dependendo de quanto tempo ele pode ficar fora do ar. Escolha planos que consigam oferecer uma garantia de 99,9%, o que significa que o seu site apenas 0,1% de chance de ficar fora do ar, o que é quase irrelevante.

Veja quais são os recursos adicionais disponíveis

Cada plano de hospedagem possui uma leva grande ou pequena de recursos adicionais disponíveis. Por isso, na hora de escolher o seu plano de hospedagem esteja atento e compare os recursos que cada plano oferece.

Você pode, por exemplo, ganhar um certificado SSL gratuito, o que aumenta a segurança do seu site, pode também ter serviços de contas de e-mail, antispam, ferramentas de backup, entre outros recursos essenciais para a segurança e o bom desempenho do seu projeto na web.

Escolha o plano de melhor custo-benefício

Depois de comparar todos os pontos citados acima, é hora de levar em consideração tudo o que está sendo ofertado e avaliar o custo-benefício de cada um deles. O custo-benefício é uma relação entre o serviço ofertado e valor cobrado por ele, assim você terá a certeza de estar pagando um preço justando pelo serviço de hospedagem de sites.

Veja se há algum plano que ofereça os mesmos recursos que outros por um preço mais acessível. Por outro lado, se os preços forem bem parecidos, veja se existem planos que oferecem mais recursos. Isso pode lhe ajudar a fechar contrato com um serviço que lhe traga um preço justo com vantagens que podem fazer a diferença para o seu negócio.

Speed Test: A importância de medir a velocidade da internet

Não faltam operadoras oferecendo alta velocidade para a conexão à internet. O consumidor acaba até ficando confuso sobre por qual serviço optar, tantas são as promessas.

E a velocidade da internet é algo muito importante mesmo, sendo que o Brasil possui mais de 116 milhões de pessoa que utilizam a rede para variados fins. Muitas pessoas, por exemplo, usam a rede para trabalhar e estudar. E contar com uma conexão web lenta realmente acaba atrapalhando nessas atividades.

speed test

E tem como medir a velocidade de internet?

Sim, existe a Speed test – as melhores ferramentas, fácil de serem usadas para medir a velocidade de sua internet, e que oferece ação de mais uma das ferramentas disponíveis no mercado é a Speed test.

Contar um velocidade ágil e internet, impacta indiretamente, nos resultados de uma empresa. Veja algumas da principais Importâncias que uma internet empresarial de deve – medindo a sua velocidade com o Speed test:

  • Certificar-se que o plano de internet que você paga cumpre realmente com a velocidade contratada,
  • Aumentar a produtividade da empresa,
  • Posioná-la bem perante a concorrência,
  • Reduzir a ociosidade dos funcionários, devido quedas à lentidão na rede,
  • Entregar projetos e trabalhos em geral com mais rapidez ao clientes,
  • Agilidade em download e upload, Possibilitar realizar videoconferências,
  • Usufruir das opções que softwares e sistemas internos oferecem,
  • Comunicação interna rápida,
  • Comunicação externa rápida, como com os clientes, entre outras.

 

Vantagens de Medir a velocidade da internet por meio da Speed Test

  • É uma das principais vantagens de quem escolhe o Seep test para medir a sua internet. Foi desenvolvida pelo Ookla – por uma das empresas líderes do mundo sem soluções para a tecnologia em geral.

É usada como ferramenta até mesmo para mediar sistema governamentais.

  • Outra vantagem é que a Speed Test conta com milheres servidores espalhados por pontos estratégicos, para dar mais precisão aos testes.

Isso diferencia muito a tecnologia de suas concorrentes, pois permite ao usuário ter acesso à velocidade sua internet de forma muito mais precisa. Assim, se o cliente opte por outros medidores de internet, pode obter resultados abaixo dos reais.

 

Mais sobre o Speed test

Com o medidor de velocidade internet você as empresas podem mesmo confiar. O grupo matém milhores de servidores espalhadas pelo mundo todo – o que garante parâmetro mais preciso e confiáveis.

De acordo com informações do Ookla, são mais de10 milhões de usuários do Seep Test que confere se a velocidade da sua conexa é realmente aquele contratada por uma operadora.

Desde a inauguração dessa ferramenta no mercado, em 2006, mais de cerca de 20 bilhões de testes foram realizados o Speed Test.

A empresa afirma a oferecer aos clientes o compromisso com a transparência de informações atuar com as mais novas tecnologias, que permite resultados preciso de velocidade à internet.

E mais! Não são apenas empresas redes de computadores que a ferramenta pode ser usada para medicar a velocidade do acesso à web. O Speed test ainda pode ser para a medição de sistemas Android, iOS, entre outros

Teste de velocidade: Motivos para medir a velocidade da sua internet com frequência

O teste de velocidade é uma ferramenta que monitora a qualidade dos dados recebidos e enviados da sua internet. Através dele é possível saber se a sua conexão está funcionando conforme o que foi contratado com a operadora.

teste de velocidade

Por que realizar o teste de velocidade da minha internet?

Hoje em dia quase todos os lares brasileiros já tem internet, é impossível pensarmos em nossas vidas sem ela, e estamos sempre em busca do melhor custo benefício entre velocidade e pacotes de dados.

Agora imagine contratar um excelente pacote de dados e não conseguir utilizar toda a capacidade da sua internet? Acontece com muita frequência.

O teste de velocidade podem auxiliar a saber se você está recebendo exatamente o que contratou, através da medição da velocidade de download e upload. Assim é possível questionar a sua operadora caso não esteja recebendo conforme o que foi contratado.

É importante medir a velocidade da sua internet periodicamente, você pode criar o hábito de realizar o teste de velocidade semanalmente, ou quinzenalmente.

É importante também realizar o teste sempre que houver necessidade, como em casos de lentidão, queda de sinal entre outros problemas que podem ocorrer.

 

Entendendo o teste de velocidade

Muitas pessoas que já tem a prática de realizar o teste de velocidade, não entende os resultados obtidos, vamos explicar brevemente algumas questões importantes.

O teste de velocidade é realizado por uma ferramenta chamada velocímetro, que inicialmente irá reconhecer o seu IP e verificar sua localização, depois identifica o servidor mais próximo para que o teste seja realizado com mais precisão.

A medição se inicia pelo tempo de resposta do ping, na sequência mede a velocidade de download e por último de upload, e ao final lhe oferece um relatório completo das informações.

Você pode comparar os resultados com os valores contratados com sua operadora é verificar se está de acordo ou não. O relatório obtido no teste de velocidade também será útil caso seja necessário confrontar a prestadora do serviço.

 

Como realizar o teste de velocidade

Realizar o teste é fácil, basta escolher uma das opções de aplicativo e seguir as seguintes dicas:

 

  • Feche as janelas do navegador e mantenha aberta apenas a página do testador;
  • É importante desativas as extensões do navegador;
  • Não realize nenhum download durante o teste;
  • Desative temporariamente o seu antivírus;
  • Acesse o testador, e realize o teste;

Importante não acessar nenhuma outra página durante o teste de velocidade. Se você utilizar a internet wi-fi, certifique-se de quem não há outras pessoas utilizando os dados, isso pode interferir no resultado do teste.

 

Qual a melhor opção de teste de velocidade

Atualmente na rede existem muitos aplicativos de teste de velocidade. Apresentamos a seguir alguns dos principais:

  • net
  • nPerf
  • com
  • io
  • Brasil Banda Larga
  • DownTeslter
  • NetSpot
  • Minha Conexão

 

Pronto, agora é só você escolher uma opção, e testar a sua internet. E lembre-se de realizar o teste de velocidade com frequência, assim você garante que está recebendo exatamente por aquilo que paga.

A importância da velocidade de conexão da internet para trabalhar em casa

Uma conexão de internet sólida é o pré-requisito essencial para um trabalho remoto eficaz. Mas o que constitui uma boa conexão? Como você pode imaginar, a velocidade é importante, mas essa não é a imagem completa.

Vários fatores contribuem para a sua experiência de trabalhar em casa, nem todos são capturados pela velocidade medida usando ferramentas on-line.

velocidade da internet

A velocidade é importante, até certo ponto, abaixo vamos falar com mais detalhes:

Rapidez

A velocidade da sua internet pode variar, mas, em resumo, como trabalhador remoto, você precisa de uma conexão rápida para:

  1. Faça o download ou upload de conteúdo volumoso (arquivos de design, arquivos de vídeo, arquivos de áudio, etc.)
  2. Chamadas de vídeo (com clientes para tirar dúvidas, para gravar vídeos, etc.)

O número 1 é fácil de avaliar: se o upload e download de material demorar muito, você precisa de um upgrade! O número 2 é mais complicado, já que os aplicativos de vídeo fazem um bom trabalho na adaptação à qualidade da conexão, mas o fazem à custa da qualidade de vídeo e áudio, por exemplo, diminuindo a resolução e a taxa de quadros.

A baixa qualidade de áudio e vídeo tem efeitos graves na qualidade da comunicação. Em particular, vários estudos apontaram que o vídeo com baixa taxa de quadros causa a perda de sinais visuais importantes, dificultando assim uma comunicação face a face eficaz.

Então, quais são os requisitos para áudio e videoconferência cristalinas? Vamos pegar o Skype. Os requisitos do Skype para chamadas de vídeo em HD são a velocidade de download de 1,5 Mbps e a velocidade de upload de 1,5 Mbps, enquanto as vídeo chamadas de grupos grandes exigem velocidade de download de até 8 Mbps. Em suma:

Os requisitos mínimos para chamadas de vídeo efetivas são o download de 8 Mbps / upload de 1,5 Mbps.

Não sabe o que significa Mbps? Ou não faz ideia de como medir a sua velocidade? Confira abaixo:

Medindo a velocidade da internet

Faça agora o seu teste de velocidade da sua internet.

Para realizar o teste é bem simples, basta clicar no link acima, e aguardar até medir a velocidade.

Você também deve repetir o teste em diferentes momentos do dia, já que a infraestrutura da Internet experimenta horários de pico. Os resultados são dois números: uma velocidade de Download e Upload, expressa em Mbps (Megabit por segundo).

O caminho da sua casa para um destino na Internet é composto por vários links. Normalmente, o elo mais fraco é a última milha (a linha que chega à sua casa). Portanto, se a velocidade da sua conexão for muito baixa, talvez seja necessário atualizá-la. Se você não puder atualizar sua linha, tente outra tecnologia, por exemplo, uma conexão móvel 4G ou 4,5 G.

Em resumo, se o download for melhor que 8 Mbps e o upload for melhor que 1,5 Mbps, parabéns, você está pronto para trabalhar remotamente… ou não?

Perda de pacotes

A velocidade das conexões é apenas uma parte de toda a imagem. A estabilidade da conexão pode ser ainda mais importante. Os dados da Internet são transportados em pequenos pedaços chamados pacotes e sua conexão pode estar perdendo pacotes. A perda de pacotes torna sua navegação lenta e causa uma diminuição na qualidade de áudio / vídeo. Verificar sua conexão para perda de pacotes é fácil.

Se você estiver em um Mac , abra sua pasta Aplicativos, abra a pasta Utilitários e, finalmente, abra o aplicativo Terminal. No Terminal, digite o seguinte comando e pressione Enter:

ping -c 50 8.8.8.8

Depois de um minuto, você verá algo como:

50 pacotes transmitidos, 50 pacotes recebidos, ida e volta de perda de pacotes de 0.0%

min / avg / max / stddev = 58.761 / 59.494 / 60.527 / 0.413 ms

Aqui podemos ver uma perda de pacotes de 0%. Brilhante!

Se você estiver no Windows, abra o terminal selecionando a caixa Pesquisar no menu Iniciar, digitando “ cmd ” e pressionando Enter. No Terminal, digite o seguinte comando e pressione Enter.

ping -n 50 8.8.8.8

Depois de um minuto, você verá algo como:

Estatísticas de ping para 8.8.8.8:

Pacotes: Enviados = 50, Recebidos = 50, Perdidos = 1 ( 2% de perda ).

Nesse caso, a perda de pacotes é de 2%.

Uma boa taxa de perda de pacotes é zero por cento. Está correto: as redes são muito confiáveis ​​hoje em dia, e as conexões de Internet decentes não devem perder pacotes.

Se a perda de pacotes for muito grande, entre em contato com sua operadora de internet para entender o problema.

Dica: Vá com fio!

Sua conexão com a Internet não é mais forte que seu link mais fraco

Se você tiver perda de pacotes, o primeiro passo é conectar seu computador diretamente ao seu roteador de Internet usando um cabo Ethernet. O WiFi é útil, mas pode não ser confiável devido à interferência ou má recepção.

Tente conectar seu computador diretamente à rota e execute novamente o teste de perda de pacotes, você ficará surpreso! Reiniciar o roteador da Internet também pode ajudar.

Se a conexão direta não resolver a perda de pacotes, talvez seja necessário entrar em contato com seu provedor de serviços de Internet.

Tome cuidado

Não vai adiantar nada você possuir uma ótima conexão com a internet se não possuir um bom equipamento, um computador, talvez o problema não esteja na internet, e sim na capacidade de processamento de dados do seu equipamento.

Eu diria que os requisitos mínimos seriam:

  • Processador i3 2,0 Ghz
  • Sistema operacional 32 Bits
  • Memória Ram 4,0 Gb
  • Hd 500 Gb
  • Windows 7

Com esse equipamento você conseguirá manusear softwares de edição de vídeos/fotos, conseguirá abrir várias janelas ao mesmo tempo, etc.

Atenção

Todas as dicas que apontamos acima não são regras, mas direcionamentos para seu trabalho ficar mais produtivo e consequentemente lucrativo. Caso você não tenha condições HOJE de adquirir uma conexão melhor ou mesmo um equipamento melhor, não tem problema.

Mesmo que possuir uma conexão e um equipamento fraco, não tenha medo, não coloque isso como empecilho, comece a trabalhar em casa, comece a construir o seu negócio digital e conforme for passando o tempo você vai melhorando.

Entenda que a melhora deve ser constante e não imediata, por isso, não crie obstáculos para seu caminho, porque muitos já existem. Comece hoje mesmo a trabalhar pela internet, caso não possua nem o mínimo que seria qualquer computador e conexão à internet, também tem uma solução.

Faça uma imersão de estudo, se possuir um celular pesquise vídeos, e conteúdos que vão auxiliar nessa jornada, se nem o celular possuir, imprima bons conteúdos, como meus e-books que disponibilizo gratuitamente, desfrute de todo esse conteúdo, se esforce para ter o equipamento e a conexão com a internet, e pronto, comece.

 

Como a velocidade da internet pode afetar o seu site

Quando se tem uma loja virtual, uma das questões, na qual, o dono precisa se atentar é em relação ao desempenho do site, pois pode ser a partir daí que isso gere mais sucesso para o seu negócio. E caso, o visitante fica um longo período na espera pelo carregamento da página, isso acaba prejudicando. Afinal, na era da informação, ninguém aguenta estar em um site lento, não é verdade?

Fora que os operadores também se prejudicam, pois, um site lento, menos pessoas acessam e isso faz com que a empresa perca as vendas. Segundo uma pesquisa realizada pela Backlinko, sites que levam mais tempo em relação aos outros, podem significar um problema no posicionamento orgânico de busca.

Em suma, sabemos que a velocidade de um site interfere diretamente no engajamento dos visitantes, na taxa de conversão e nos rankings de busca orgânica.

velocidade do site

Se você está curtindo, sugiro que continue a ler este post a respeito de velocidade dos sites. Confira a seguir:

Quais são os fatores que afetam a velocidade do site

Além dos rankeamento do Google, existem outros fatores que podem afetar a velocidade do site. Veja abaixo quais são:

  • Servidor limitado: Não adianta ter uma internet rápida, se o servidor não comporta o suficiente. Se o caso for esse, a internet ficará cada vez mais lenta.
  • Distância entre usuário e servidor: Quanto mais distante o servidor, mais lenta serpa a velocidade da internet. Existem alguns sites que utilizam mais de um canal ao mesmo tempo, o que atrapalha bastante. Um dica é usar os CDN (Content Delivery Network) – uma rede de distribuição que oferece conteúdos de forma mais rápida em massa; uma forma de GPS. 

Como testar a velocidade do site?

Antes de começar a testar a velocidade do seu site, a recomendação é que você feche todos os programas, principalmente aqueles serviços na qual precise de internet, conecte na entrada do seu provedor. Isso faz com que você ache o erro mais facilmente.

Hoje, existem diversos aplicativos para testar a velocidade do site como GoolePageSpeed Insights ou até mesmo o GRmetrix. Assim, escolha um de sua preferência.

Você pode realizar um teste de velocidade de internet utilizando o medidor de internet.

O que fazer para o carregamento ficar mais rápido?

Uma pesquisa desenvolvida pela Pingdom  mostrou que o tempo necessário de carregamento é de no máximo 5 segundos. Caso,demore mais do que o esperado, consequentemente você perderá mais usuários. E, alem disso, a possibilidade não ter o seu site na primeira página de busca do Google será maior.

Então, se você quiser entender como melhorar a performance do seu site, acompanhe abaixo algumas dicas importantes. Confira:

Programação otimizada

Quando um site é processado pelo servidor, automaticamente ele faz milhares de cálculos e consultas nos bancos de dados. A cada solicitação, vai emanar mais processos no servidor.

Para ajudar, refatore o código, retire o máximo de cálculos e consultas que possam ser desnecessárias para a página voltar ao normal.

Peso das imagens

Antes de postar qualquer imagem na web, entenda qual é a formato que você irá exportar: Gif, Png ou Jpg? Estamos falando sobre as imagens, pelo fato de que a compressão pode mudar o tamanho e o cálculo final, mudando significativamente a velocidade que o site pode ser carregado.

Hospedagem semi-dedicada e dedicada

Depois das dicas que oferecemos, você deve estar pensando se o seu site está realmente otimizado, não é mesmo? A resposta é NÃO. De nada adianta se o servidor não entregar o processo necessário para o site esteja em perfeita condições para estar no ar.

É a partir de então que a hospedagem em servidor entra em ação. Por exemplo: se você optar por um plano básico de hospedagem em servidores compartilhados, serão mínimas as chances de se obter um carregamento mais rápido.

Por isso, antes de mais nada, busque entender a diferença sobre quais são os tipos de planos e serviços que a hospedagem oferece a você!

Conclusão

Em suma, não adianta ter um site todo completo – com todos os produtos/serviços, layout excelente, sem nenhum erro, etc – se o tempo de carregamento do site é muito mais devagar diante dos seus concorrentes. Com isso não irá garantir muita vantagem, não é mesmo?

No entanto, entenda que não serão todas os exemplos citados acima que irão influenciar de fato no tempo. Pode ser que algumas já forma aplicadas no site. A sugestão é usar as ferramentas de teste para avaliar e ver quais serão as ações a serem feitas.

Se você quer deixar o seu site mais rápido, pode entrar em contato com uma agencia de marketing digital .

 

Entenda a diferença entre as portas TCP e UDP

Você já deve ter se deparado com diversas referências feitas sobre TCP e UDP sem saber do que se trata. Levando em consideração que são duas coisas distintas, ainda assim estamos lidando com dois protocolos responsáveis por envio de dados em pacotes. Esses pacotes são enviados através de um endereço IP, seja através da internet ou de uma rede local.

Neste artigo vamos falar sobre o que é TCP e UDP e quais são as principais diferenças entre o dois. Vamos falar sobre esses protocolos e sobre a sua importância na hora de estabelecer uma conexão correta com a internet. Continue lendo este artigo até o final e aprenda a diferença entre os dois modelos de protocolo e suas principais diferenças.

tcp e udp

Porta TCP

A porta TCPTransmission Control Protocol – representa uma sigla que traduzida significa Protocolo de Controle de Transmissões. Esse protocolo é um dos mais comuns no que diz respeito ao envio de pacotes de dados através da internet. Quando você acessa um site, o seu computador manda pacotes de dados para um servidor. Este servidor enviara conteúdos para o computador que está acessando esse servidor.

As informações que são enviadas para o seu computador vindas de um servidor, são “editadas” pelo seu navegador. O objetivo deste trabalho é de mostrar somente o que deve ser mostrado pelo seu navegador, filtrando aquilo que você pesquisa.

Esse processo de recebimento e envio de dados em pacotes acontece constantemente, principalmente quando alguém clica em um link. Quando uma pessoa faz login, faz o comentário em um site ou blog, quando são realizados estes tipos de coisas, o protocolo está trabalhando. O TCP irá fazer o envio de pacotes de dados e se certificar que esses pacotes foram entregues de forma correta.

Você pode ver isso com clareza ao compararmos o TCP com uma pessoa realizando uma ligação telefônica. Ou seja, a pessoa irá ligar para você para saber se você chegou a um destino ou se um pacote enviado através do correio chegou em sua casa.

Esse protocolo irá adotar uma sequência numérica própria para o funcionamento dos pacotes de dados. Para que esses pacotes de dados cheguem de forma correta no seu destino, essa sequência entra em ação. Se acontecer de um pacote não ser enviado corretamente, então o mesmo bloco de dados será enviado novamente. Todo esse processo é checado de forma minuciosa pelo TCP que irá garantir a entrega dos dados sem corromper informações dos pacotes.

É assim que são realizadas as transmissões de pacotes de dados através do protocolo TCP. A confiança no seu processo de envio e confirmação é a sua marca registrada e sua característica de maior destaque. É através do TCP que as pessoas podem fazer downloads, ainda que a velocidade na transmissão sofra oscilações. Desta forma, os pacotes de dados baixados em um computador irão chegar completos. Assim também acontece quando uma pessoa abre uma página online, o TCP garante que a página irá abrir por completa, mesmo que o carregamento da página seja lento.

  • Dica: nós utilizamos o site testar portas abertas para verificar se uma porta UDP ou TCP se encontra acessível ou não.

Porta UDP

Você pode ver o UDP como um grande auxiliador para o TCP na transmissão dos pacotes de dados. O UDPUser Datagram Protocol – irá trabalhar junto com o TCP no envio de pacotes de dados, mas o foco deste protocolo é de resolver qualquer tipo de erro enfrentado pelo TCP.

Desta forma, o processo de recebimento e envio dos dados é mais rápido, levando em conta que todo esse processo tende a ser lento. O UDP pode ser visto como um grande irmão que trabalha em parceria para processos mais rápidos e, mas pouco confiáveis.

Quando o protocolo UDP é gerado, as informações são enviadas a um destinatário, mas ele não faz a confirmação do recebimento correto dessas informações como é feito pelo TCP. Neste caso, se ocorrerem erros, os pacotes enviados com erros não poderão ser recuperados. O próximo pacote será enviado e a lacuna no envio dos pacotes irá ocorrer. Ainda que exista uma chance de ocorrerem erros através deste processo, ele tem o potencial de maximizar o envio dos pacotes de dados.

Devido a chance de ocorrer erros neste processo, o protocolo é muito utilizado em diversas situações onde a perda destes dados não irá afetar a comunicação com grandes impactos negativos. Um exemplo disso, é uma transmissão de vídeo, onde as distorções e falhas não implicam em grandes percas. Ainda que o vídeo chegue falhando com o aúdio fragmentado, o impacto é menor do que um documento que chegou incompleto para ser assinado.

Em jogos de games online, a melhor pedida é a utilização do protocolo UDP, maximizando as portas online para estes jogos. Ainda que ocorram perdas em pacotes de dados, o jogo terá um andamento agradável para quem estiver jogando. Nos dois casos o que importa para a transmissão é o fator “tempo real” em destaque.

Aplicações dos dois protocolos

Na prática, a utilização dos dois protocolos será de responsabilidade do desenvolvedor de cada aplicação. Por mais que a maioria escolha o TCP devido a confiança, outras formas de aplicação funcionarão melhores através do UDP. Se você desejar se atentar sobre o tipo de conexão utilizada pelo seu computador, algumas ferramentas disponíveis poderão lhe ajudar. Uma das ferramentas é o Wireshark, que pode ajudar você a identificar erros na rede, quais são o protocolos utilizados e se existe conexões suspeitas em sua rede.

Se você for um administrador de rede ou um criador de softwares, então a diferença entre as portas TCP e UDP não afetará muito sua experiência. Sempre que for configurar um roteador ou um firewall, o ideal é que você opte pela opção “ambos” caso você não tenha certeza sobre todas as aplicações que irá utilizar. Se houver dúvidas em relação a isso, o ideal é que você faça essa escolha.

É bom lembrarmos que não existem somente os protocolos TCP e UDP na internet, sendo que você irá se deparar com o RPT, CMP e também o SCTP. Quanto mais você souber sobre eles, melhor você poderá configurar sua rede e se proteger de ataques.

Velocidade da internet: Guia completo para deixar a sua internet mais rápida.

A velocidade da internet é uma questão fundamental para garantir uma navegação de qualidade. Cada vez mais as páginas na web estão mais pesadas, com conteúdos e multimídias bem grandes. Logo, é preciso manter a conexão e transmissão de dados da internet em ótimas condições.

Mesmo tendo um plano de internet de alta capacidade, alguns ajustes podem ser realizados para tornar a velocidade da internet ainda mais rápida. Estes procedimentos são fáceis de fazer e trarão grandes benefícios para tornar sua internet muito ágil. Portanto, confira as dicas de como deixar a velocidade da internet voando!

velocidade da internet

 

Como melhorar a Velocidade da Internet sem pagar mais?

Posição do roteador no ambiente

Para que os dados da internet sejam transmitidos de modo eficiente, é importante que o roteador esteja localizado em um ambiente ideal. Este espaço deve ser o mais aberto possível, longe de obstáculos. Evite colocar o roteador em lugares mais baixos e dentro de armários ou compartimentos.

Ainda, não coloque o roteador próximo a fontes eletromagnéticas, como televisão, luminárias e aquários, por exemplo. Estas interferências podem influenciar a transmissão de dados, bem como sua direção. Em conjunto, estes parâmetros comprometem a eficiência e a velocidade da internet.

Altere o servidor DNS

Os servidores DNS atuam na conversão dos endereços URL em endereços de IP. Ou seja, eles fazem a ponte entre o seu navegador e o site que você quer acessar. Os servidores DNS vêm com um padrão de fábrica e podem ser alterados para que a velocidade da internet seja mais rápida e eficiente.

Para isso, vá nas configurações do seu computador e localize o menu Rede e Internet. Então, clique em Alterar as opções de adaptador. Na sequência, encontre a rede que deseja alterar, podendo ser wifi (sem fio) ou Ethernet (com fio), e clique em Propriedades.

Na próxima tela, selecione o protocolo IP, o qual pode estar descrito como TCP/IPv4. Novamente, clique em Propriedades para acessar os ajustes. Então, insira 8.8.8.8 para servidor preferencial e 8.8.4.4 para servidor alternativo. Clique em OK e faça um teste de velocidade da internet.

Selecione outro canal do roteador

Em locais bastante populosos, é bem provável que existam muitas redes sem fio. Nestes casos, pode haver interferências nas transmissões de dados. Este fato causa lentidão na velocidade de internet e prejudica sua navegação. Porém, pode ser ajustado.

Pegando como modelo o roteador TP link, você pode alterar os canais na configuração do aparelho. Para isso, basta digitar 192.168.1.1 no seu navegador da internet e alterar o canal desejado. As opções são os canais 1, 6 e 11. Caso queria saber tudo sobre como configurar o seu roteador TP link, clique aqui.

velocidade da internet

Atualize o seu navegador de internet

Não é apenas pela configuração do seu roteador que baixa na velocidade da internet será eliminada. Outros elementos precisam estar em ordem para garantir o máximo de desempenho digital. Um ponto importante é o navegador da internet.

Ao passar do tempo, estes softwares vão sofrendo atualizações e mudanças nos procedimentos. Navegadores mais antigo não estão equipados com as tecnologias atuais e devem ser atualizados. Para isso, entre na opção de atualizar o navegador e baixe a versão mais recente. Ainda, é possível escolher dentre os diversos navegadores disponíveis para download.

Livre-se de adwares

Os adwares são programas instalados gratuitamente pelos usuários, mas que são muito difíceis de serem desinstalados de uma só vez. Eles reduzem a velocidade da internet por monopolizar o seu uso. Adicionalmente, são muito invasivos perante à sua privacidade.

Portanto, elimine os adwares do seu computador. Ao realizar o download de outros conteúdos, não aceite baixar nada além do seu interesse. Para excluir os adwares do seu computador, busque por programas que façam esta limpeza. Com certeza sua internet ficará mais livre e rápida após essa “faxina”.

Interrompa atividades em segundo plano

Enquanto estamos realizando alguma atividade no computador ou celular, é bem provável que outros programas estejam abertos. Ainda, este programas podem estar utilizando a internet para rodar em segundo plano. Portanto, feche estes softwares e aplicativos para evitar que a velocidade da sua internet seja reduzida.

Caso queira conferir quais programas estão sendo utilizados durante suas tarefas, você pode acessar o Gerenciador de Programas no Windows, ou o Utilitários no Mac. Neles, os dados de acesso e informações sobre o uso da memória do computador também estarão disponíveis.

Você pode medir a velocidade da sua internet utilizando um site ou aplicativo medidor de internet.

Coloque em prática estas dicas e tenha uma internet de melhor qualidade. Deixe a velocidade da internet altamente eficiente e aproveite o desempenho digital que você merece!

Medidor de Velocidade de Internet para Juruá-AM

Banda Larga e Internet em Juruá-AM

A cidade de Juruá-AM possui algumas opções de provedores de internet e telefonia.
No caso de telefonia, essa cidade é representada pelo DDD 97.
No caso de banda larga em Juruá-AM, cidades pequenas muitas vezes possuem poucas opções, mas são mais fáceis de garantir a velocidade de internet por conta do número reduzido de usuários.
Quando a cidade é grande, existem diversas opções, mas com o grande número de usuários, talvez seja mais instável.
Juruá-AM é uma cidade que de maneira crescente e constante tem demandado por mais velocidade de internet e mais qualidade na internet.

Medidor de Velocidade de Internet para Japurá-AM

Banda Larga e Internet em Japurá-AM

A cidade de Japurá-AM possui algumas opções de provedores de internet e telefonia.
No caso de telefonia, essa cidade é representada pelo DDD 97.
No caso de banda larga em Japurá-AM, cidades pequenas muitas vezes possuem poucas opções, mas são mais fáceis de garantir a velocidade de internet por conta do número reduzido de usuários.
Quando a cidade é grande, existem diversas opções, mas com o grande número de usuários, talvez seja mais instável.
Japurá-AM é uma cidade que de maneira crescente e constante tem demandado por mais velocidade de internet e mais qualidade na internet.

Medidor de Velocidade de Internet para Itapiranga-AM

Banda Larga e Internet em Itapiranga-AM

A cidade de Itapiranga-AM possui algumas opções de provedores de internet e telefonia.
No caso de telefonia, essa cidade é representada pelo DDD 92.
No caso de banda larga em Itapiranga-AM, cidades pequenas muitas vezes possuem poucas opções, mas são mais fáceis de garantir a velocidade de internet por conta do número reduzido de usuários.
Quando a cidade é grande, existem diversas opções, mas com o grande número de usuários, talvez seja mais instável.
Itapiranga-AM é uma cidade que de maneira crescente e constante tem demandado por mais velocidade de internet e mais qualidade na internet.